Internet

Israel em Debate – 22 de junho

 

Gigantesco incêndio no Monte Carmel poderia ter sido evitado

Em relatório divulgado está semana pela controladoria de Estado de Israel os atuais ministros do Interior de Israel Eli Ishai e da Economia Shteinits, assim como o Primeiro Ministro Bniamin Netanihau foram culpados por não terem atuado corretamente para evitar e parar a tragédia do incêndio no Monte Carmel. Em novembro, dezembro de 2010 um grande incêndio atingiu a cordilheira no Monte Carmel na região Noroeste de Israel e além de destruir milhares de hectares de floresta mediterrânea também matou 44 pessoas, na sua maioria policiais e bombeiros. Segundo a controladoria os ministros não seguiram as orientações do relatório passado para investir na compra de carros de bombeiros, aviões para combate de incêndios e materiais necessários. Além disto a atuação do governo durante o incêndio foi chamada de “improvisada” e não planejada. Pela internet começaram vários movimentos para a demissão dos ministros, mas até agora o governo só disse que estudará o relatório e cuidará que os erros sejam concertados.

ISRAEL EM DEBATE: Na sua opinião após um relatório como este deveriam haver mudanças no Governo de Israel?

 

Ativistas tentam retomar manifestações por justiça social em Tel Aviv

Nesta última sexta feira mais de 10 ativistas foram impedidos pela polícia de construir suas barracas na aristocrática Alameda Rotshild em Tel Aviv. Os manifestantes liderados por Dafne Lif como há um ano querem seguir a lutar por um maior equilíbrio social em Israel. No inicio do inverno em dezembro de 2011 os manifestantes foram retirados de vários pontos do país onde estavam acampados. Segundo Dafne Lif o governo fez muito pouco neste tempo que passou e as multidões devem voltar às ruas para que exista mudança e que todos tenha direito a viver com dignidade. A justiça de Israel impede o acampamento em lugares públicos e segundo a policia a manifestação de hoje é ilegal.

ISRAEL EM DEBATE: Você acha que a justiça de Israel deveria permitir a manifestação através de acampamentos em lugares públicos?

 

Psiquiatra do Big Brother Israel fala tudo

O Psiquiatra que cuidava do Big Brother Israel disse que no programa aconteceram coisas absurdas com o seu conhecimento. Segundo ele durante as filmagens na casa, ele entrava por uma porta escondida e falava com os participantes. Nestes encontros o psiquiatra oferecia remédios anti depressivos para que os candidatos agüentassem o tempo afastado da vida normal, assim como incentivava os participantes a iniciar romances, brigas e inclusive a contar no ar traumas de infância. Segundo ele tudo isto era pedido pela equipe que dirigia o programa para aumentar o interesse do publico. Vários candidatos que participaram do programa confirmaram as palavras do psiquiatra e o caso já está sendo investigado pela policia e já chegou aos tribunais de Israel.

ISRAEL EM DEBATE: O que você acha dos programa de realidade? No Brasil é diferente de Israel?

 

Maer,Maer…

Ø Trem bate em ônibus no sul de Israel e por sorte somente feridos leves
Ø Depois de 20 anos um pássaro raro chamado a Tamchas de Namíbia voltou a voar sobre o Neguev

 

Tags:

Comments are closed.